O que é Outsourcing

O que é Outsourcing?

Postado por: Just4Contact - 01/11/2017

Muita gente já ouviu falar em terceirização, não é mesmo? Esse termo tem sido bastante utilizado recentemente e é, muitas vezes, utilizado como tradução de “outsourcing”. A terceirização ocorre quando atividades rotineiras, como limpeza, segurança, transporte e logística, são transferidas para outras empresas. Essas atividades, embora sejam importantes, pouco influenciam nos rumos estratégicos da empresa, pois são áreas distantes do chamado core business, isto é, da principal atividade à qual a corporação se propõe a realizar.

Terceirização X Outsourcing

O outsourcing, no entanto, é um pouco mais abrangente do que a terceirização. Esse conceito é uma espécie de terceirização estratégica, que inclui também outras áreas mais próximas do core business, como controle financeiro, sistemas de informação, tecnologia da informação, prospecção, entre outras.

Benefícios

Ao transferir esse tipo de atividade para empresas especializadas, fica mais fácil de se dedicar exclusivamente ao core business – a razão pela qual a empresa existe. A implementação do outsourcing possibilita que custos sejam reduzidos e que a produtividade nos setores mais vitais seja aumentada.

A consequência natural é o aumento na qualidade dos serviços oferecidos, atraindo mais clientes e melhorando a competitividade perante a concorrência. Esse crescimento no mercado gera melhores resultados no desempenho geral da organização.

Como implementar o Outsourcing nas organizações?

O primeiro passo para introduzir o outsourcing nas empresas é identificar e avaliar quais processos precisam definitivamente ser conduzidos pela organização. As demais áreas, que não são tão “vitais” ao negócio principal, são passíveis de terceirização.

Após analisar e definir o cenário da empresa, é preciso delimitar as expectativas futuras para cada setor abrangido pelo outsourcing. A contratação da empresa especialista deve ser feita com muito cuidado, pois há muitas organizações que terceirizam serviços sem qualidade. Assim, vale buscar por referências de outras empresas que já contrataram o serviço e vasculhar a internet, analisando as reputações de quem oferece o serviço de outsourcing.

O processo de transição das áreas para a empresa especialista deve ser realizado de modo planejado, avisando as equipes com antecipação. Identifique quais são os colaboradores que poderão ser transferidos para outros departamentos.

Por fim, é preciso ressaltar que o outsourcing é um projeto contínuo. Não se trata de uma operação realizada uma vez e ponto final. Ao contrário, deve ser encarado como uma parceria entre a empresa contratante e a empresa contratada. Dessa forma, a organização que está prestando os serviços de outsourcing deve ser constantemente avaliada, verificando sempre se os objetivos estabelecidos estão sendo atingidos. Caso não estejam, é necessário identificar quais medidas corretivas devem ser tomadas, num processo contínuo.

Quais áreas podem passar pelo processo de Outsourcing?

As organizações podem ser estruturalmente bastante diferentes umas das outras, de modo que cada empresa deve analisar quais setores estão mais ou menos relacionados ao core business. Os setores de planejamento estratégico, marketing, vendas, recursos humanos, informática e tecnologia da informação são alguns exemplos de áreas que podem ser incluídas.

O outsourcing é mais do que um processo de terceirização. Trata-se de uma solução estratégica que permite que a empresa concentre seus esforços naquilo que tem de melhor a oferecer.